Laburnum watereri Vossii - Wisteria Dourada, Chuva Dourada, Wisteria de Ouro, Voss's Laburnum

SKU P-118 Categorias ,

Nomenclatura botânica: Laburnum watereri Vossii
Nome comum: Wisteria Dourada, Chuva Dourada, Wisteria Ouro, Voss’s Laburnum
Família: Fabaceae
Origem: Europa Central
Altura: 6,00 – 8,00 metros
Luminosidade: Pleno sol, sombreamento parciall
Vencedor do prestigiado “Prêmio de Mérito de Jardim” da Royal Horticultural Society (RHS)

R$ 49,80

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Limpar

Descrição

Absolutamente deslumbrante, Laburnum watereri Vossi tem como característica uma ‘realeza’ em floração.

Vencedor do prestigiado “Prêmio de Mérito de Jardim” da ‘Royal Horticultural Society (RHS)’

A Chuva Dourada, Wisteria Dourada ou Wisteria Ouro – Laburnum watereri Vossii é uma árvore, pertence à família Fabaceae, nativa da Europa Central, perene, com crescimento rápido e de até 8 metros de altura.

Inflorescências em racemos pendentes, axilares, de até 60 cm. Flores amarelo-douradas, perfumadas, surgem de meados ao final da primavera e se estende ao longo de todo o verão. Uma visão espetacular, Laburnum watereri Vossii (wisteria dourada) é uma pequena árvore de tirar o fôlego quando em plena floração. Reminiscente de correntes douradas (Laburnum anagyroides), produz uma abundância de cachos pendentes com até mais de 60 centímetros de comprimento, enquanto as de Laburnum anagyroides não ultrapassa 20 – 25 centímetros de comprimento. As flores são seguidas por vagens atraentes, semelhantes a feijões, que amadurecem no outono. As folhas, compostas por 3 folíolos, são brilhantes, verde-escuras. É de longe a melhor variedade de Laburnum porque seus cachos são os mais longos e produzem densas colheitas de flores.

Pode ser treinada sobre um arco ou pérgola de modo que as flores perfumadas caiam abaixo da estrutura. Uma das características mais famosas dos jardins de Bodnant, no norte de Gales, é a longa avenida do Laburnum watereri Vossi.

Como leguminosa, o Laburnum é um fixador de nitrogênio. Juntamente com as bactérias benéficas que vivem em suas raízes, ele pode retirar o nitrogênio do ar e transferi-lo para o solo, o que pode beneficiar outras plantas que crescem nas proximidades.

Rústica, prospera em pleno sol ou em sombreamento parcial, cresce em quase todo tipo de solo, mas aprecia solos organicamente ricos, umidade média e bem drenados. A melhor produção de flores é obtida em pleno sol, mas a sombra parcial é bem-vinda em áreas quentes de verão.

As regas devem ser regulares, mantendo o solo levemente úmido. Não tolera o encharcamento. Tolerante a geadas.

A poda, quando necessária, deverá ser feita entre o final do verão até meados do inverno. Em outras épocas perde muita seiva.

Informação adicional

Peso Não aplicável