Musa johnsii - Banana Mel, Banana silvestre da Papua Nova Guiné

Nomenclatura botânica: Musa johnsii
Nome comum: Banana Mel, Banana silvestre da Papua Nova Guiné
Família: Musaceae
Origem: Nova Guiné (Indonésia)
Altura: 3,50 – 4,00 metros
Luminosidade: Sombreamento parcial, sombra

R$ 87,80R$ 318,90

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Descrição

Muito rara – frutífera – árvores

A maioria das pessoas estão familiarizadas com as variedades de bananas comuns e que chegam às nossas mesas do dia a dia, deliciosas, sem dúvida alguma; mas a natureza nos presenteia com uma abundância de outras variedades ainda pouco conhecidas ou melhor, desconhecidas da grande massa da população do mundo.

Há poucas outras plantas tão fervorosamente procuradas como as bananas selvagens das montanhas escarpadas e misteriosas da nova guiné, como a Musa ingens (que já faz parte de nosso catálogo), a Musa johnsii ou banana mel (como é comumente conhecida naquela região) é mais uma variedade de banana ainda desconhecida em cultivo.

Esta banana rara foi descrita em 2001 a partir de florestas tropicais submontanas em papua, na indonésia, na ilha da nova guiné, entre 1000 e 2000 metros de altitude.

É uma banana fracamente agrupada, de tamanho médio, com pseudocaule robusto e acastanhado, com até 4 metros de altura, folhas ascendentes com cerca de 2,50 metros de comprimento e uma inflorescência horizontal com um grupo denso de vértices curtos e fortemente angulados.

Frutas laranja brilhantes. Musa johnsii é uma das seis bananas atualmente conhecidas com frutos esquizocárpicos, em que a casca da fruta se quebra naturalmente na maturidade para revelar a polpa da fruta.

Atualmente não é conhecida em cultivo, mas é improvável que coloque quaisquer desafios particulares ao cultivo em climas tropicais e/ou temperados.

Os frutos são saborosos e muito apreciados in natura e, como o nome comum já revela (banana mel), deliciosamente doces.

Musa johnsii é nativa das florestas tropicais de montanha em toda a nova guiné, encontrada crescendo em seu habitat natural entre 1.000 e 2.000 metros de altitude e, geralmente é predominante em locais úmidos, em ravinas íngremes ou nas bordas dos pântanos das montanhas.

Dica:
No cultivo, requer condições que se adequem as samambaias, ao invés de bananeiras comuns e regulares; devido ao seu habitat de origem.

Oferta de sementes para essa espécie é extremamente limitada.

Informação adicional

Peso Não aplicável