Hyphaene thebaica - Palmeira Doum, Marfim Vegetal, Fruto Sagrado, Palmeira Doum Egípcia

SKU P-713 Categorias ,

Nomenclatura botânica: Hyphaene thebaica
Nome comum: Palmeira Doum, Marfim Vegetal, Fruto Sagrado, Palmeira Doum Egípcia
Família: Arecaceae
Origem: Norte da África, África central e Península arábica
Altura: 8 – 18 metros
Luminosidade: Pleno sol
Clima: Todas as regiões do Brasil

R$ 89,00

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Descrição

Hyphaene thebaica é nativa do norte da África, África central e Península arábica, onde cresce em áreas ensolaradas, mas com disponibilidade de água no subsolo ou na proximidade dos rios.

O nome do gênero vem do grego hyphaino (tecer, entrelaçar) com possível referencia ao entrelaçamento das fibras na polpa da fruta e o nome da espécie refere-se à cidade de Tebas, antiga capital do alto Egito.

Magnifica e rara, uma espécie que nos remonta há séculos e nos faz passear pela história. Hyphaene thebaica é tudo isso e muito mais…

A lendária palmeira Doum do nordeste da África era bem conhecida pelos antigos egípcios que enterravam um grande número de frutas nas tumbas de seus faraós.

É, talvez, a mais facilmente reconhecível de todas as palmeiras, pois é uma das poucas que se bifurcam ou se ramificam.

Hyphaene thebaica é uma palmeira originária do vale do Nilo, que produz um fruto oval comestível. As fibras são usadas para fazer cestos, A fina casca marrom seca é transformada em melaço , bolos e doces, e a polpa verde é comestível. Os brotos de sementes germinadas são consumidos como vegetais. Ocasionalmente, sua polpa é assada com açúcar e transformada em uma bebida fria de verão, semelhante à forma como a bebida de alfarroba é feita no Egito. A Palmeira Doum era uma árvore sagrada no Egito antigo, cujas sementes são encontradas em túmulos de grandes faraós.

A lendária Palmeira Doum, é uma espécie de grande porte, facilmente reconhecida em qualquer paisagem, de grande valor ornamental, proporciona um destaque impressionante quando em plantio isolado em jardins de médio ou grande porte e a pleno sol.

Resistente à seca e a breves períodos de geadas, a espécie pode ser cultivada em todas as regiões do Brasil, em altitudes 100 – 1.500 metros .

Espécie para colecionadores e uma raridade que não poderia faltar em nossa coleção. Particularmente, uma favorita.

As sementes grandes germinam prontamente, devem ser plantadas em recipientes profundos, pois produz longo talo alongado da primeira folha antes que qualquer crescimento superior seja visível.

Informação adicional

Peso Não aplicável