Ipomoea albivenia - (Ipomoea caudiciform), Algodão selvagem, Ipomoea wild cotton

SKU P-950 Categorias , , ,

Nomenclatura botânica: Ipomoea albivenia
Nome comum: (Ipomoea caudiciform), Algodão selvagem, Ipomoea wild cotton
Familia: Convolulaceae
Origem: África do Sul, Moçambique e Zimbabwe
Altura: 6 – 10 metros
Luminosidade: Pleno sol
Clima: Todas as regiões do Brasil

Obs: Nas plantas selvagens, o tubérculo fica escondido do sol escaldante no subsolo, mas na cultura é frequentemente criado para ostentação – o principal é não fazer isso muito cedo, pois ao sol o caudex retarda seu crescimento e vai engrossar mais lentamente do que quando completamente enterrado.

R$ 58,90

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Descrição

Belissima e rara Ipomoea caudiciform.

Obs: nas plantas selvagens, o tubérculo fica escondido do sol escaldante no subsolo, mas na cultura é frequentemente criado para ostentação – o principal é não fazer isso muito cedo, pois ao sol o caudex retarda seu crescimento e vai engrossar mais lentamente do que quando completamente enterrado.

Um exemplar magnifico, perene, com folhas verdes / cinza-prata em forma de coração e grandes flores brancas plissadas com o centro ou garganta rosado. O cáudice pode crescer até 20 cm e a planta até 10 metros.

Algodão selvagem cresce naturalmente em afloramentos rochosos e em floresta aberta no Quênia, Suazilândia e Limpopo, Kwazulu-Natal, Mpumalanga, Moçambique e Zimbabwe.

A espécie desenvolve e cresce satisfatoriamente com plantio à pleno sol e solo com excelente drenagem. Essa espécie ocorre desde o nível do mar até altitude de 800 metros.

As flores são deliciosamente aromáticas. Os tubérculos foram consumidos em época de fome e também são usados na medicina tradicional para purificação do sangue.

Essa espécie deve receber proteção contra geadas nas regiões mais frias do Brasil durante o inverno.

Espécie muito rara em cultivo.

Informação adicional

Peso Não aplicável