Lamium maculatum - Hortelã sagrada, chuchas, urtiga malhada, lâmia manchada, sapato da virgem

Nomenclatura botânica: Lamium maculatum
Nome comum: Hortelã sagrada, chuchas, urtiga malhada, lâmia manchada, sapato da virgem, cupa-pitos
Família: Lamiaceae
Origem: Europa, Ásia e África
Altura: 40 – 80 centímetros
Luminosidade: Pleno sol, sombra, sombreamento parcial
Clima: Todas as regiões do Brasil

R$ 48,50

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Limpar

Descrição

Erva aromática – medicinal – flor comestível – ornamental – arbusto- – apicultura – cobertura de solo

Hortelã pintada, hortelã sagrada ou urtiga malhada, como é comumente chamada é uma herbácea perene, em cerca de 50 espécies do gênero da família da hortelã. Nativa da Europa, Ásia e norte da África, o seu nome comum (urtiga malhada) refere-se à semelhança das folhas.

Observação:
As marcas das folhas da urtiga-malhada fazem dela uma opção atraente para os jardineiros e suas grandes flores roxas a distinguem facilmente da urtiga comum (urtica dioica).

A hortelã sagrada floresce prolificamente desde meados da primavera até o final do verão e continua esporadicamente ao longo do outono, atraindo especialmente as abelhas.

Cada inflorescência tem de 2 a 8 flores, variando de branco-rosadas ao rosa-arroxeado.

Usos medicinais: tradicionalmente usada na medicina herbal como chá no tratamento de doenças respiratórias e problemas digestivos.

Essa planta também é normalmente usada como cobertura de solo em áreas sombreadas. Como é adaptável a uma variedade de regimes de luz, é uma planta ideal para uso em áreas de transição entre sol e sombra.

Embora seja cultivado melhor em condições de umidade, é tolerante à seca e cresce também em condições de sombreamento e seca; mas não se desenvolve em solos compactados e mal drenados.

Obs: em regiões muito frias indica-se o cultivo a sol pleno e em regiões muito quentes, à meia sombra. Pode ser cultivada desde o nível do mar até 2.000 metros de altitude.

Informação adicional

Peso Não aplicável