Dianthus barbatus Oeschberg - Flor Divina Oeschberg, Cravo Barbudo, Rosa Oeschberg, Cravina Oeschberg

Nomenclatura botânica: Dianthus barbatus Oeschberg
Nome comum: Flor Divina Oeschberg, Cravo Barbudo, Cravina Oeschberg, Sweet William, Cravo da Índia, Rosa Oeschberg
Família: Caryophyllaceae
Origem: Europa
Altura: 45 – 55 cm
Luminosidade: Pleno sol, sombreamento parcial
Clima: Todas as regiões do Brasil

R$ 38,90R$ 289,00

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Descrição

Flor aromática – flor comestível – atraente para abelhas, borboletas e beija-flores – flor de corte – flor seca – ornamental – perene

Sweet williams é uma daquelas lindas flores à moda antiga. Dianthus barbatus Oeschberg é uma variedade excepcional do Sweet William por excelência, com atraente folhagem em bronze e flores em tonalidade violeta-vinho brilhante, vermelho mescladas de roxo, ao tom de vinho escuro, uma cor incomum e magnífica.

Dianthus foi nomeado pelo botânico grego Theophrastus. Dianthus do grego ‘Dios’ (divino) e ‘Anthos’ (flor), que significa (Flor de Deus ou Flor Divina). O nome da espécie ‘barbatus’ é uma palavra de origem latina que significa barbudo e se refere às marcações que cercam a entrada do pólen que a planta emprega para atrair borboletas e abelhas para polinizá-las. Muitas lendas pretendem explicar como surgiu seu nome comum (Sweet William), mas nenhuma é verificada. O botânico inglês John Gerard se referiu a Dianthus barbatus como Sweet Williams em seu catálogo de jardins em 1596, costuma-se especular que a flor recebeu o nome do contemporâneo de Gerard, William Shakespeare.

A espécie é nativa das montanhas do sul da Europa, dos Pirineus a leste dos Cárpatos e dos Bálcãs.

As flores, além de extremamente aromáticas, são comestíveis, possuindo sabor muito agradável de especiarias e, são ideais para decorar bolos, saladas, ponches, sorvetes, saladas, frutos do mar entre tantos outros.

Importante flor de corte, as flores permanecem vistosas por longo período em arranjos florais quando bem cuidadas.

Dianthus barbatus (Sweet William) são plantas perenes de vida curta que geralmente são cultivadas como bienais. Crescem na maioria dos solos a pleno sol ou em sombreamento parcial. Uma vez plantada, re-semeia ano após ano.

Planta compacta, que confere romantismo e sofisticação ao jardim. Seus usos no paisagismo são os mais diversos, podendo ser cultivada em vasos suspensos, dispostos no chão, como bordaduras em caminhos pelo jardim ou apenas adornando a base de arbustos de maior porte.

A espécie é de fácil cultivo e prefere solos arenosos e bem drenados. Em regiões de clima quente durante o verão, deve receber sombreamento parcial.

Em condições apropriadas germina com facilidade, sementes muito frescas.

Suas flores comestíveis acrescentam sofisticação na culinária gourmet mundo a fora.

Informação adicional

Peso Não aplicável