Ficus benghalensis - Figueira de Bengala, Árvore de Banyan

SKU P-1497 Categorias , , ,

Nomenclatura botânica: Ficus benghalensis
Nome comum: Figueira de Bengala, Árvore de Banyan
Família: Moraceae
Origem: Ver abaixo
Altura: 15 – 20 metros
Luminosidade: Pleno sol, sombra parcial
Clima: pode ser cultivada em todas as regiões do Brasil.

R$ 48,90R$ 398,90

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Limpar

Descrição

ÁÁrvores ornamentais – raras – bonsai – frutifera – gigantes da natureza

Ficus benghalensis é considerado nativo da Ásia tropical, da Índia a Mianmar, Tailândia, Sul da China e Malásia. Ela também é cultivada e naturalizada em muitas regiões tropicais do mundo, incluindo a África Ocidental, América do Norte, Índias Ocidentais, Austrália, Oriente Médio e muitas ilhas do Oceano Pacífico.

Polinizadores: vespas e abelhas.

Diz-se que foi embaixo de uma figueira que Buda alcançou a iluminação.
Há mais de 750 variedades de figueira e, nenhuma outra planta influenciou tanto a imaginação no transcorrer da história.

Raízes aéreas: a maioria das espécies de ‘Ficus’ enterram suas raízes abaixo da superfície do solo, mas algumas outras preferem exibi-las em formas esculturais.

A figueira é reverenciada por vários povos e etnias. Estão presentes ainda em histórias, folclore e ritos de fertilidade.

A mais notória é a ‘Figueira de Bengala’ (Ficus benghalensis), uma árvore tão grande que de longe, parece um pequeno bosque.

A Figueira de Bengala produz raízes aéreas delgadas que crescem até atingir o solo, começando então a engrossar até formarem troncos indistinguíveis do tronco principal.

Árvore extremamente decorativa, um exemplar magnífico, um verdadeiro monumento repleto de histórias.

Dizem que uma Figueira de Bengala do estado de Uttar Pradesh, na Índia, é imortal. Outra, mais ao sul, teria florescido onde uma mulher desesperada se jogou na pira funerária do marido, morrendo queimada; essa árvore, em Andhra Pradesh, pode abrigar ’20 mil pessoas’.

Usos:

Ficus benghalensis é frequentemente plantada como ornamental.

A casca, as folhas, as fibras das raízes e o suco lácteo (látex) são usados na preparação de medicamentos tradicionais. A árvore também é plantada para conservação do solo, madeira e papel de celulose e, pode servir de alimento e abrigo para diversas aves e outros animais.

A fruta é comestível (laranja avermelhada). Outros usos: a aplicação de uma mistura de óleo de coco e polpa da fruta promove o crescimento do cabelo.

Espécie de rápido crescimento, bastante rústica, podendo ser cultivada em todas as regiões do Brasil à pleno sol ou sombreamento parcial, em solo rico em matéria orgânica, que retenha umidade e proporcione boa drenagem. Resistente à seca e resistente à geadas moderadas. Pode crescer em altitudes desde o nível do mar até 1.200 metros.

A espécie também é muito apreciada na arte do bonsai.

Sementes muito frescas de Ficus benghalensis.

Informação adicional

Peso Não aplicável