Echinacea purpurea Doubledecker - Equinácea purpurea "flor em duas camadas", Equinacia, Flor de Cone 'dupla', Cone

Nomenclatura botânica: Echinacea purpurea Doubledecker
Nome comum: Equinácea purpurea “flor em duas camadas”, Equinacia, Flor de Cone ‘dupla’, Coneflower Doubledecker, Echinacea Double Decker
Familia: Asteraceae
Origem: América do Norte
Altura: 60 – 100 centímetro
Luminosidade: Pleno sol, sombreamento parcial
Clima: Ver descrição

R$ 48,90

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Limpar

Descrição

Floração com coroa em duas camadas de Eugen Schleipfer. Uma planta perene, extremamente vistosa e vigorosa.

Flor aromática – herbácea perene de floração no primeiro ano – flor de corte – medicinal – atraente para abelhas mel e pólen – atraente para pássaros e borboletas

Muitos anos atrás, o engenheiro alemão Eugen Schleipfer encontrou em seu jardim uma planta de Echinacea que parecia muito diferente de todas as outras; uma mutação natural. O resultado de anos de seleção resultou na variedade Echinacea purpurea Doubledecker, com coroa de flores em duas camadas. Um conjunto de pétalas mais curtas repousa sobre o cone, enquanto uma saia de pétalas longas e rosadas emergem da base do cone.

As plantas na primeira estação de crescimento geralmente produzem flores únicas. A partir do segundo ano as flores surgem em duas camadas com um conjunto de pétalas simples ou dobradas.

Existem linhagens semelhantes, como ‘Indiaca e Indianer’, mas “Doubledecker” é a que vem diretamente do trabalho premiado de Eugen Schleipfer.

As plantas crescem tipicamente em caules robustos e bem ramificados que não necessitam de estacas. As flores aparecem em floração contínua do final da primavera ao final do verão, com flores adicionais esporádicas ao longo do outono.

As flores de cone (coneflowers) são um dos pilares dos jardins de hoje mundo a fora. Certifique-se de deixar algumas flores mais gastas nas plantas no outono e inverno, porque suas sementes fornecem alimento de inverno para diversos pássaros e também pela interessante beleza que as cabeças florais secas com suas sementes proporcionam nesta época do ano.

Folhas e flores são processadas como chá ou com adição de álcool para tinturas no combate de vírus e bactérias.

Outras informações:

Algumas espécies são usadas como plantas ornamentais devido às suas flores vistosas e persistentes e outras são reputadas como plantas medicinais.

Três espécies de equináceas são comumente usadas para fins medicinais: echinacea angustifolia, echinacea pallida e echinacea purpurea.

Para echinacea purpurea Doubledecker são atribuidas propriedades imunoestimulantes que promovem os mecanismos de defesa do organismo, sendo o extrato de echinacea purpúrea usado em tratamento complementar de infecções respiratórias, gripes, resfriado, faringite, rinite e sinusite. Os seus constituintes quimicos ativos conferem àquele extrato, propriedades medicinais de caráter antibiótico.

O interesse do estudo da equinácia não é novidade, pois se trata do fitoterápico mais frequentemente utilizado como preventivo para gripes e resfriados na europa e nos estados unidos. Os índios americanos foram os precursores na utilização da planta.

A espécie pode ser cultivada em vasos, à pleno sol, tolerante ao sombreamento parcial, solo úmido e que promova boa drenagem. Tolerante a longo período de seca. Evitando os solos muito ricos ou férteis a planta mantém uma estatura média e podem fazer lindas bordaduras pelo jardim.

Esta fabulosa herbácea perene floresce profusamente por todo o verão formando maciços e um belíssimo jardim de flores silvestres, formam um conjunto ímpar quando plantada com as outras variedades de cores do seu gênero.

Facilmente cultivadas a partir de sementes, elas prosperam na negligência. Atrai diversos pássaros e borboletas.

A espécie também é muito utilizada na indústria da flor de corte, flores secas e na confecção de arranjos florais.

Atenção:
O uso de ervas é uma abordagem consagrada pelo tempo para o fortalecimento do corpo e para tratar doenças. No entanto, ervas contém substâncias ativas que podem desencadear efeitos colaterais e interagir com outras ervas, suplementos ou medicamentos. Por estas razões, você deve fazer uso das ervas apenas sob a supervisão de um profissional na área da saúde.

Informação adicional

Peso Não aplicável