Oryza sativa Carolina gold - Arroz Carolina Gold, Arroz de ouro da Carolina, Sementes de ouro, Grãos de ouro

Nomenclatura botânica: Oryza sativa Carolina gold
Variedade: Carolina gold
Nome comum: Arroz Carolina Gold, Arroz de ouro da Carolina, Sementes de ouro, Grãos de ouro
Família: Poaceae
Origem: América do norte (de acordo com a Fundação Carolina Gold Rice)
Altura: 1,50 – 2,20 metro
Luminosidade: Pleno sol
Clima: Todas as regiões do Brasil
Obs: Pode ser cultivado em terras inundadas e também em sequeiro.

R$ 45,80R$ 198,90

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Limpar

Descrição

“Carolina Gold” considerado: O “melhor arroz do mundo”.

O arroz de ouro, um arroz de grãos longos, foi a base da economia colonial e antes-guerra da Carolina e da Geórgia. Considerado o avô do arroz de grãos longos na América, tornou-se um grão comercial básico nas terras de Charles Towne, no território da Carolina, em 1685.

Acredita-se que essa variedade histórica tenha origem em fontes africanas e indonésias e tenha aparecido como uma variedade distinta em Charles Towne.

Possuindo qualidade superior, aroma, textura e sabor inigualável, a cultura dessa variedade é considerada atualmente o arroz exclusivo das ‘elites gourmets’. Os seus grãos longos possuem sabor reminiscente de amêndoas, uma relíquia a ser preservada, sem dúvida alguma.

Um pouco de história: Diz-se que Carolina Gold – ou o que antes era conhecido como arroz de ‘sementes de ouro’, chegou ao porto de Charleston em 1685, quando o capitão de um navio mercante pagou alguns reparos com sementes de arroz de Madagascar. Logo depois, um homem com o nome do dr. Henry Woodward plantou alguns em sua região pantanosa e ficou impressionado não apenas com o sabor, mas com os altos talos dourados que produziu. O artigo do New York Times de 1988 descreve-os como: Uma grama de forma elegante com cerca de cinco pés de altura, cada haste com cerca de 200 grãos de ouro agrupados na ponta; mas, como em muitas histórias culinárias, a verdade é um pouco mais complicada do que isso. Na verdade, apesar da fama e da glória do passado de Carolina Gold, sabemos surpreendentemente pouco sobre como e por que chegou à Carolina do sul em primeiro lugar.

Em seu livro, Shields escreve que, embora a análise genética revele que a fonte final do arroz foi o sul da Ásia, seja diretamente da Indonésia, ou indiretamente de Madagascar, África ocidental ou mesmo da Europa, continua sendo um mistério. (http://www.Seriouseats.Com/2016/05/carolina-gold-heirloom-rice-anson-mills.Html)

Essa e muitas outras histórias, algumas bastante longas, mas muito interessantes, são descritas quando pesquisamos sobre o arroz Carolina Gold, mas a que mais nos encantou foi a descrição muito singela a respeito da mãe de Glenn Roberts, fundador da Anson Mills, com sede na Carolina do sul, que (hoje) é especializada em grãos de herança orgânica.

E, felizmente, devido em grande parte ao seu filho, junto com um ‘optometrista’ da Geórgia e vários membros da “Fundação Gold Rice” (sim, ela existe), a lembrança do ouro da Sra. Roberts, está de volta. O arroz de ouro é considerado por chefs gourmets ao redor do mundo, como o mais saboroso de todos. No que diz respeito à arroz, esse é um padrão de ouro mesmo.

Encanta-nos disponibilizar essa seleção verdadeiramente especial.

Informação adicional

Peso Não aplicável