Leucadendron argenteum - Protea árvore de prata, Silver tree, Leucadendron de prata

SKU P-1443 Categorias , , ,

Nomenclatura botânica: Leucadendron argenteum
Nome comum: Árvore de prata, Silver tree, Leucadendron de prata
Familia: Proteaceae
Origem: África do Sul
Altura: 4,50 – 12,00 metros
Luminosidade: Pleno sol
Clima: Ver descrição abaixo

R$ 98,90

Escolha abaixo quantas sementes por embalagem você deseja?

Limpar

Descrição

Uma das árvores mais raras e mais belas da África do Sul, a árvore de prata sobrevive na natureza apenas em algumas encostas da Table Mountain.

Leucadendron argenteum é uma espécie de planta em extinção na família Proteaceae, que é endêmica de uma pequena área da península do cabo, na África do Sul; estima-se que 74? população selvagem e 55% do seu habitat tenham sido perdidos para a urbanização e agricultura. A maioria cresce dentro e ao redor de Cape Town (Table Mountain), mas existem populações próximas (talvez introduzidas) perto de Paarl e Stellenbosch. É uma árvore protegida na África do Sul.

A incrível árvore de prata (Leucadendron argenteum) é uma raridade única, com folhagem brilhante cinza-prateada que mais parece uma seda metálica. As fotografias simplesmente não fazem justiça a esta planta, porque sua textura cromática é impossível de ser capturada em fotos.

Uma planta ornamental e perene, de crescimento rápido, ereta e bem proporcionada, com um tronco robusto e casca atraente e cinzenta. Os galhos verticais são cobertos com grandes folhas em forma de lança. As folhas têm uma sensação suave e sedosa, adicionando um grande elemento tátil ao jardim. A árvore produz flores cor de damasco do tamanho de uma bola de golfe e possuem aroma de baunilha. As flores são produzidas em densas inflorescências terminais.

As plantas são dioicas. As cabeças de frutificação de Leucadendron são estruturas como cones lenhosos. Cerca de metade das espécies de Leucadendron, armazenam suas sementes em cones à prova de fogo e libera-os somente após um incêndio matar a planta ou, pelo menos, o ramo que carrega o cone. A maioria das espécies dessa mesma família (Proteaceae), dificilmente germina naturalmente, exceto após os incêndios. (o uso de smoke seed é essencial para proporcionar taxa germinativa satisfatória para essa espécie, assim como a maioria das espécies que geralmente germinam após incêndios).

É tolerante a geadas leves e passageiras e resistente à seca. Muito tolerante ao clima marítimo ameno. Pode ser cultivada em vasos grande em ambientes fechados, desde que receba boa circulação de ar. Necessita de solo que promova excelente drenagem, ligeiramente ácido e pobre em nutrientes. Como a maioria dos parentes na família Proteaceae, ela não gosta de fertilizantes que contenham fósforo em sua composição. Durante a estação de crescimento prefere o plantio em local com boa iluminação solar e rega regular no primeiro e segundo ano em cultivo, principalmente no outono, inverno e primavera.

Um planta excepcional e valiosíssima para composição e uso paisagístico em jardins de diferentes formas, um exemplar extraordinariamente ornamental.

Informação adicional

Peso Não aplicável