Nome:
E-mail:
Mensagem:
 
    Caso não tenha encontrado algum produto de seu interesse, por favor, informe no formulário abaixo.
     
Nome:
E-mail:
Produtos:
 
     
 
Home    Artigos    Empresa Promoçoes    Catalogo    Contato
 Políticas da Empresa    Manuais Cadastro    Loja   
 
 
 
 
  NÃO ENCONTROU O PRODUTO QUE PROCURAVA? FAÇA UMA BUSCA EM NOSSO CATALOGO. CASO NÃO ENCONTRE, CLIQUE AQUI.
 
 
  SOBRE GERMINA√á√ÉO E QUEBRA DE DORM√äNCIA EM SEMENTES

A dorm√™ncia de sementes √© um processo caracterizado pelo atraso da germina√ß√£o, quando as sementes mesmo em condi√ß√Ķes favor√°veis (umidade, temperatura, luz e oxig√™nio) n√£o germinam. Cerca de dois ter√ßos das esp√©cies arb√≥reas, possuem algum tipo de dorm√™ncia, cujo fen√īmeno √© comum tanto em esp√©cies de clima temperado (regi√Ķes frias), quanto em plantas de clima tropical e subtropical (regi√Ķes quentes). O fen√īmeno de dorm√™ncia em sementes adv√©m de uma adapta√ß√£o da esp√©cie as condi√ß√Ķes ambientais que ela se reproduz, podendo ser de muita ou pouca umidade, incid√™ncia direta de luz, baixa temperatura etc. √Č portanto um recurso utilizado pelas plantas para germinarem no esta√ß√£o mais prop√≠cia ao seu desenvolvimento, buscando atrav√©s disto a perpetua√ß√£o da esp√©cie (garantia de que alguns indiv√≠duos se estabele√ßam) ou coloniza√ß√£o de novas √°reas. Portanto, quando nos deparamos com este fen√īmeno h√° necessidade de conhecermos como as esp√©cies superam o estado de dorm√™ncia em condi√ß√Ķes naturais, para que atrav√©s dele possamos buscar alternativas para uma germina√ß√£o r√°pida e homog√™nea, este processo √© chamado de QUEBRA DE DORM√äNCIA.

O fen√īmeno da dorm√™ncia em sementes pode ser dividido em dorm√™ncia prim√°ria e dorm√™ncia secund√°ria:

- Dormência primária é aquela que já se manifesta quando a semente completa seu desenvolvimento, ou seja, quando colhemos as sementes elas já apresentam dormência.

- Dormência secundária é quando as sementes maduras, não apresentam dormência, ou seja, germinam normalmente, mas quando expostas a fatores ambientais desfavoráveis são induzidos ao estado de dormência.
Principais causas de dormência das sementes:

Tegumento impermeável: as sementes com estas características, são chamados de sementes com casca dura, por não conseguirem absorver água e/ou oxigênio.

Embri√£o fisiologicamente imaturo ou rudimentar: no processo de maturidade da semente o embri√£o n√£o est√° totalmente formado, sendo necess√°rio dar condi√ß√Ķes favor√°veis para o seu desenvolvimento.

Subst√Ęncias inibidoras: s√£o subst√Ęncias existentes nos sementes que podem impedir a sua germina√ß√£o.

Embrião dormente: o próprio embrião se encontra em estado de dormência, geralmente nesse caso a dormência é superada com choque térmico ou luz.

Combinação de causas: necessariamente as sementes não apresentam somente um tipo de dormência, podendo haver na mesma espécie mais de uma causa de dormência.

Processos para quebra de dormência das sementes:

Escarifica√ß√£o qu√≠mica: √© um m√©todo qu√≠mico, feito geralmente com √°cidos (sulf√ļrico, clor√≠drico etc.), que possibilita os sementes executar trocas com o meio, √°gua e/ou gases.

Escarifica√ß√£o mec√Ęnica: √© a abras√£o das sementes sobre uma superf√≠cie √°spera (lixa, piso √°spero etc). √Č utilizado para facilitar a absor√ß√£o de √°gua pela semente.

Estratifica√ß√£o: consiste num tratamento √ļmido √† baixa temperatura, auxiliando as sementes na matura√ß√£o do embri√£o, trocas gasosas e embebi√ß√£o por √°gua.

Choque de temperatura: √© feito com altern√Ęncia de temperaturas variando em aproximadamente 20¬ļC, em per√≠odos de 8 a 12 horas.

√Āgua quente: √© utilizado em sementes que apresentam impermeabilidade do tegumento e consiste em imers√£o das sementes em √°gua na temperatura de 76 a 100¬ļC, com um tempo de tratamento espec√≠fico para cada esp√©cie.